Projeto “Musicalizando Bragança” segue a todo vapor

Com o objetivo de aprimorar os estudos em educação musical, o “Projeto Musicalizando Bragança”, que iniciou em setembro último, segue a todo vapor no município. A iniciativa atende cerca de 2 mil crianças da rede municipal de ensino. O projeto é desenvolvido em 25 escolas polo, onde são oferecidas aulas de musicalização e canto coral para alunos do 1º ao 3º ano do ensino fundamental, e aulas de bandinha e coreografia para alunos do 4º ano ao 5º ano do ensino fundamental.

“Me surpreendi com o resultado que está vindo dia após dia do projeto. As 25 escolas polo e a comunidade abraçaram de uma forma gratificante. Você entrar em uma sala de aula e ver 40 crianças produzindo música, ritmo, dança e tocando um instrumento, é fantástico. Acredito que o principal objetivo do projeto é a criança aprender brincando, e isso está sendo construído”, disse o coordenador do Musicalizando Bragança, Thiago Lattanzi.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, o objetivo do Musicalizando Bragança é o aprimoramento dos estudos em educação musical, bem como a iniciação em atividades de canto, coral e utilização de instrumentos musicais metálicos, como trompetes, trombones, entre outros. As atividades são desenvolvidas no contraturno escolar, nos polos indicados, com inscrições abertas a todos os alunos da rede municipal a partir de 6 anos de idade, independentemente da unidade escolar que estudam.

Para Mônica Camargo, diretora da Escola EM Prof. Dr. Francisco Murilo Pinto, no Jardim Águas Claras, é de extrema felicidade fazer parte deste projeto. “É um projeto muito especial e as crianças adoram”, disse.

Na escola EM Prof. Dr. Francisco Murilo Pinto, cerca de 100 crianças participam do Musicalizando Bragança. Para a munícipe Neide Braga, mãe de uma das alunas, tudo o que traz educação para as crianças é bem-vindo para a comunidade. “Minha filha está feliz com os projetos da escola e da Prefeitura e eu também fico feliz. Ela está participando desde o primeiro dia e está gostando bastante. Tudo o que ensina e ajuda na educação é bem-vindo para todas as crianças da comunidade. A Prefeitura está de parabéns”, ressaltou.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, em 2022 será criada a Banda Marcial Mirim, que será formada por crianças que se destacarem no projeto e terão aulas extras para aperfeiçoamento.

As escolas polo que recebem o Projeto Musicalizando Bragança, são:

EM Prof. Abner Antônio Sperandio (Planejada 2)

EM Profª. Lúcia Helena Pugiali (Toró);

EM Dr. Jorge Tibiriçá (Centro);

EM Profª. Creusa Gomes de Azevedo (Santa Terezinha);

EM Cel. Ladislau Leme (Santa Luzia);

EM Augusto Vasconcellos (Jardim São Lourenço);

EM Profª. Maria Losasso Sabella (Planejada I);

EM Prof. Cardos Frederico dos Santos Silva (Jardim São Miguel);

EM Prof. Dr. Francisco Murilo Pinto (Águas Claras);

EM Prof. José Murilo Arruda (Vila Aparecida);

EM Des. Prof. Dr. Paulo Sérgio Fernandes de Oliveira (Vila Motta);

EM Prof. Fernando Amos Siriani (Jardim da Fraternidade);

EM Profª. Nilza Faria (Jardim Morumbi);

EM Prof. Orlando Pinto de Oliveira (Santa Amélia)

EM Prof. Antônio Dorival Monteiro de Oliveira (Jardim Iguatemi);

EM Comendador Hafiz Abi Chedid (Uberaba);

EM Prof. Joaquim Theodoro da Silva (Jardim Júlio Mesquita);

Padre Donato Vaglio (Vila Bianchi);

EM Prof. Dinorah Ramos (Planejada 2);

Profª. Haidée Marçal Serbin (Uberaba);

Profª. Lucy Alvarez (Vila Davi);

Prof. Luiz Gonzaga Fernandes (Vila Garcia);

Profª. Zitta de Melo Barbosa (EF) (Penha);

E.M.R. João Rissardi Júnior (Água Comprida);

E.M.R. Eugênia de Souza Camargo (Biriçá do Campinho).

25.11.2021 Projeto Musicalizando Bragança segue a todo vapor (3)25.11.2021 Projeto Musicalizando Bragança segue a todo vapor25.11.2021 Projeto Musicalizando Bragança segue a todo vapor (2)