Mutuários da CDHU poderão regularizar dívidas a partir de 4 de abril

O Governo do Estado de São Paulo lança, a partir de 4 de abril, campanha para regularização de contratos de mutuários inadimplentes da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo). O plano prevê condições facilitadas para acordos com juro zero, sem entrada e pagamento parcelado.

A Prefeitura de Bragança Paulista, por meio da Secretaria Municipal de Habitação, informa que há no município 1.310 contas ativas e, destas, 794 (60,61%) estão em dia. Há 283 mutuários (21,6%) com mais de três atrasos; outros 145 (11,06%) com uma prestação atrasada; 49 (3,74%) com duas prestações atrasadas e 39 mutuários (2,97%) com três prestações em atraso.

Vale ressaltar que a adesão ao programa começa no dia 4 de abril (segunda-feira). O cadastramento de mutuários terá duração de 12 meses. As inscrições devem ser feitas pelo serviço telefônico Alô CDHU: 0800-000-2348. As orientações também estarão disponíveis no site da CDHU (https://www.cdhu.sp.gov.br/web/guest/home).

De acordo com a CDHU, as famílias que tiveram contratos rescindidos poderão optar pela quitação à vista do débito, sem incidência de juros e multas, ou o reparcelamento do saldo residual do contrato.

Os demais mutuários terão direito a parcelamento de dívida sem exigência de entrada e juros e com parcelas a partir de R$ 60 (o valor corresponde a 5% do salário mínimo e será somado à prestação mensal).

Outras situações de inadimplência também serão avaliadas pela CDHU e para soluções como: transferência de titularidade; transformação da dívida em uma nova, com extinção da antiga; refinanciamento ou recomercialização do imóvel; e conversão de contratos, entre outras possibilidades.

O Governo do Estado informa que as famílias que optarem pela regulamentação dos débitos poderão manter os imóveis (foram suspensas as reintegrações de posse), enquanto a CDHU receberá recursos para novos investimentos em habitação popular.